top of page

Balanço Patrimonial




Dentre os relatórios de gestão de uma empresa está o Balanço Patrimonial. Embora seja um demonstrativo de suma importância para os negócios, muitas vezes ele é negligenciado pelo empreendedor.


Isso não ocorre por acaso, a falta de entendimento sobre como ele é formado e o que representa, distancia o empresário na hora de sua utilização. Outro fator importante da não utilização do mesmo é a falta de confiabilidade dos dados, pois nem todas as empresas declaram todo seu movimento, muitas das vezes por falta de documento contábil aceitável (recibos, documentos não fiscais, etc.).


Vale lembrar que ele é item obrigatório para as empresas segundo a legislação.


O que é um Balanço Patrimonial


O Balanço Patrimonial é um relatório contábil gerado após o registro de todas as movimentações financeiras de uma empresa em determinado período. Esses registros dos fatos contábeis são aqueles que constam no livro diário da empresa.


Essa demonstração informa, numa determinada data, toda a situação patrimonial, ou seja, os bens, direitos e obrigações de uma empresa. Além disso, é possível identificar todos os investimentos e suas fontes de recursos.


Em conjunto com a Demonstração de Resultado do Exercício e o Fluxo de Caixa, torna-se uma excelente fonte de informação para o planejamento e ação nas empresas.


Com o Balanço é possível:


  • Ter uma posição patrimonial da empresa e conhecer todos os bens, direitos e obrigações em determinado período;

  • Entender as fontes de recursos para os investimentos da empresa;

  • Observar a sua evolução história para o planejamento e ação futura;

  • Permitir e dar lastro ao pagamento de dividendos aos sócios da empresa;

  • Permitir o Planejamento Tributária da Empresa;

  • Fornecer informações úteis para as partes interessadas (stakeholders).


Composição do Balanço Patrimonial


Muita gente já ouviu falar sobre os tais Ativos e Passivos de um Balanço Patrimonial. Outro dado conhecido é que esses dois lados precisam bater (resultados finais iguais). No relatório em seu lado esquerdo ficam os Ativos da empresa e do lado direito o Passivo e o Patrimônio Líquido. A sua situação é sempre de equilíbrio, onde os Ativos são iguais ao montante de Passivos.



O Balanço Patrimonial é composto por bens, direitos e obrigações. No lado do Ativo são bens e direitos, enquanto que do lado passivo e patrimônio liquido são os deveres (obrigações). Os dois lados precisam ser iguais porque tudo o que a empresa possui, tem uma contrapartida de terceiros ou dos sócios. Por exemplo: a conta Estoques (Ativo) pode ter uma contrapartida em Fornecedores (Passivo).


Estrutura de um Balanço Patrimonial


Os valores são agrupados em contas para facilitar a análise e a sua ordem é determinada pela situação de liquidez. As mais líquidas, ou seja, as que se transformam mais rapidamente em dinheiro vem primeiro, na parte de cima do Balanço. Conforme elas fiquem menos liquidas, ou seja, mais difícil a sua transformação rápida em dinheiro, vão ficando mais abaixo.


O Balanço permite duas visões claras, sendo uma patrimonial e outra de fontes e aplicação de recursos.


Na visão patrimonial, todos os bens e direitos da empresa, estão em equilíbrio com suas obrigações, sejam com terceiros, como governo, fornecedores e bancos (passivos), como com os sócios (patrimônio líquido).


Na visão de fontes e aplicações de recursos, os ativos nada mais são que investimentos que você realiza na empresa a fim de obter lucro. Já os Passivos e o Patrimônio Líquido são as fontes de recursos para tais investimentos. Deste equilíbrio, entre as fontes e aplicações de recursos é que são maximizadas as rentabilidades.



15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page